Efeitos da pandemia da Covid-19 no desenvolvimento infantil no contexto escolar

Efeitos da pandemia da Covid-19 no desenvolvimento infantil no contexto escolar

Para a maior parte da população mundial, 2020 foi um ano extremamente atípico. Com a chegada da COVID-19, tivemos que adaptar nossas vidas para que conseguíssemos nos manter saudáveis e seguros. Tudo ficou diferente, e ainda está. Nossas rotinas não são mais as mesmas, nosso trabalho, nosso lazer, nosso dia-a-dia em geral. Tudo precisou ser adaptado, inclusive a vida das nossas crianças. 

As crianças são seres ativos e se enquadrar em uma nova rotina, totalmente diferente do que era, não é um processo fácil. O isolamento social e a privação de frequentar lugares que antes eram comuns, podem gerar, além de frustração, ansiedade e até mesmo interferir no processo de desenvolvimento de novas habilidades e aprendizagem. 

A partir de certa idade, as crianças começam a frequentar as escolas, que é uma grande porta a novas descobertas. A escola é um dos ambientes em que as crianças  aprendem, se desenvolvem e socializam com o outro e, por na maioria das vezes representar uma grande parte do dia das crianças, não estar nesse ambiente pode acarretar diferentes sentimentos e ou prejuízos nessas áreas. 

Com o início da pandemia muitas escolas tiveram suas atividades presenciais suspensas e precisaram se adaptar a essa nova realidade. Até o momento, muitas escolas ainda não voltaram e continuaremos sem saber, até quando permanecerão desta forma. Uma das questões que vieram muito a tona nesse momento, foi como conseguir diminuir o déficit no processo de escolarização, sendo que muitas das escolas que temos hoje no Brasil não tem suporte necessário para um ensino remoto, bem como, o desafio de conseguir manter as crianças engajadas nesse novo modelo. 

A verdade é que, se para nós foi – e ainda é, um desafio nos adaptar à nova realidade, para as crianças mais ainda. Para casos típicos e atípicos, existem crianças que conseguiram acompanhar esse novos desafios e outras que acabaram sendo prejudicadas tanto pelo ensino, quanto pela parte de socialização, advindas desse novo momento. 

Nós, enquanto clínica, pudemos ver bem de pertinho esses dois exemplos, e também a diferença entre escolas em relação ao suporte dado. Em toda nossa trajetória prezamos muito pela parceria com todas as escolas, sempre nos colocando à disposição para estar o mais perto possível, auxiliando em quaisquer desafios que tenham em relação a cada criança, e por isso salientamos sempre a importância das parcerias.

Neste momento tão delicado, não foi diferente. Nos mantemos em constante contato com as escolas, dando o suporte necessário para que nossas crianças continuassem a ter acesso ao conteúdo da melhor forma, levando em consideração as possibilidades de cada um. Desta forma, nosso trabalho junto das escolas, teve como objetivo de minimizar os efeitos da pandemia no desenvolvimento infantil, ajudando na familiarização do contexto remoto, auxiliando na adaptação de materiais e dando apoio aos profissionais e responsáveis envolvidos. Não só em tempos de pandemia, o nosso contato próximo a este ambiente, possibilita a troca de informações e possíveis adaptações que possam ser feitas em prol do bem estar e aprendizagem de cada um. A orientação escolar faz parte do nosso trabalho, pensando em inclusão, adaptação e auxílio em diferentes partes desse ambiente.
Para saber mais como a Terapia ABA e a Clínica ABA fora da mesinha pode contribuir neste processo, acesse nosso blog por aqui .

Sem Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.