A terapia ABA como ferramenta de auxílio no processo de inclusão escolar: Parte II

A terapia ABA como ferramenta de auxílio no processo de inclusão escolar: Parte II

Em post anterior dessa série do mês de abril, compartilhei com vocês os resultados de um processo longo e já amadurecido de parceria entre escola e família… de uma das famílias que atendo com muito carinho! Na continuidade disso, falarei nesta publicação sobre a importância da participação de todos da equipe da escola nesse processo. […]

Leia mais
A terapia ABA como ferramenta de auxílio no processo de inclusão escolar: Parte I

A terapia ABA como ferramenta de auxílio no processo de inclusão escolar: Parte I

Seguindo o ritmo ditado pelo mês de abril, de conscientização sobre o Autismo, quando falamos do processo de inclusão da pessoa diagnosticada com TEA, uma das primeiras preocupações é a garantia desse processo no ambiente escolar. Afinal de contas, quando pensamos no desenvolvimento infantil na nossa cultura, a escola é o segundo ambiente mais significativo […]

Leia mais
Ensino e avaliação na Terapia ABA aplicada aos TEA: estratégias gerais

Ensino e avaliação na Terapia ABA aplicada aos TEA: estratégias gerais

Já vimos em posts anteriores principais características da terapia ABA aplicada aos TEA, além de conceitos fundamentais para entender essas características e, consequentemente, todo o conjunto de procedimentos de intervenção dentro dessa prática. O ensino de habilidades/comportamentos e a avaliação desse processo também têm peculiaridades. No que se refere ao ensino de novos comportamentos socialmente […]

Leia mais
A importância dos reforçadores arbitrários e a transição para reforçadores sociais na Terapia ABA aplicada aos TEA

A importância dos reforçadores arbitrários e a transição para reforçadores sociais na Terapia ABA aplicada aos TEA

Vimos na série PRIMEIROS PASSOS o que são reforçadores. Você já compreendeu que, por definição, reforçador é um estímulo consequente à resposta e que produz aumento de frequência de respostas semelhantes a que foi reforçada primeiramente. Acho que só não destaquei que tudo, absolutamente tudo que fazemos no dia a dia com alta frequência é […]

Leia mais
Primeiros passos: o que são reforçadores?

Primeiros passos: o que são reforçadores?

Não, bolo de chocolate não É reforçador! Nem o brinquedo preferido de seu filho É um reforçador! Pelo menos não como uma característica inerente a eles. Muitos pais, aplicadores, professores e profissionais envolvidos com terapia ABA têm dúvidas e dificuldades em identificar reforçadores (ou potenciais reforçadores) no dia a dia do tratamento. Na minha prática […]

Leia mais
Primeiros passos: a relação resposta-consequência na Análise do Comportamento

Primeiros passos: a relação resposta-consequência na Análise do Comportamento

No senso comum é muito frequente usarmos a expressão “arque com as consequências de suas ações, de seus atos” ou equivalentes, não é mesmo? Geralmente essa expressão é utilizada em momentos e situações em que é necessário chamar a atenção de alguém para possíveis consequências ruins ou prejudiciais de uma ação específica. Para que você […]

Leia mais
Pistas visuais: a importância do quadro de rotina visual

Pistas visuais: a importância do quadro de rotina visual

Em um capítulo do mais recente livro lançado por Temple Grandin, O cérebro autista – pensando através do espectro, Temple examina com detalhes três tipos de pensar: verbal, visual e por padrões. Embora a discussão do capítulo mereça, por si só, outros posts, me deterei em um tipo de pensar descrito por ela: por imagens (visual). A […]

Leia mais
A avaliação comportamental inicial

A avaliação comportamental inicial

Em um post anterior, descrevi algumas características principais do processo de avaliação comportamental inicial e suas relações com o diagnóstico médico. Vimos que, por definição, uma avaliação fundamentada nos princípios da Análise do Comportamento envolve observação da criança nos seus ambientes naturais, além do que podemos examinar e analisar no espaço do consultório (setting clínico). […]

Leia mais